Euroogle
App Euro Ogle
     
GEPSD PCS IFSC
TE PCS IFSC
Definição encontrada no Novo Dicionário de Termos Europeus
Buzek, Jerzy

Presidente do Parlamento Europeu entre 2009 e 2012. Nasceu em 3 de julho de 1940, em Smilowice, na Polónia. Foi primeiro-ministro da Polónia (1997-2001).

Durante muitos anos exerceu como docente universitário e foi investigador no Instituto da Academia de Ciências polaca. Foi o organizador e presidente de uma rede internacional de dezanove instituições que se ocupam da energia e da proteção ambiental (1996). De 2002 a 2004, foi vice-reitor do Instituto de Estudos Polacos de Czestochowa e fundador da Escola de Diplomacia da Polónia.

Membro do sindicato independente Solidariedade desde 1980, foi presidente do 1.º Congresso Nacional de Delegados do Solidariedade em 1981. Participou na organização clandestina do sindicato durante a ditadura comunista. Publicou um panfleto ilegal e clandestino, cujo primeiro número saiu em janeiro de 1982. Presidiu aos 4.º, 5.º e 6.º Congressos do sindicato Solidariedade.

Foi eleito deputado ao parlamento da Polónia em 1997. Como primeiro-ministro, em 1999, conseguiu a adesão da Polónia à OTAN e preparou o país para a integração na União Europeia (incluindo a descentralização do Estado e o reforço dos papéis das autoridades locais).

Em 1998 iniciou as negociações de adesão à União Europeia.

 

É o primeiro cidadão de um país do alargamento ao leste a ocupar o lugar de presidente do Parlamento Europeu.

No primeiro discurso como presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek estabeleceu as prioridades do seu mandato: promover a ideia de uma comunidade europeia da energia, promover a Democracia e defender os Direitos Humanos, reforçar a cooperação com os vizinhos da União a sul e a leste, fortalecer o papel da UE num mundo multipolar, garantir que o orçamento plurianual da UE possa satisfazer as necessidades e estar à altura das ambições de uma União alargada e assegurar que o Parlamento Europeu esteja pronto a desempenhar um papel de maior importância após a entrada em vigor do Tratado de Lisboa.

Europeísta convicto, Jerzy Buzek lembra que: "A União Europeia é uma história de sucesso e nós – especialmente nestes tempos difíceis – devemos ter presente a grande capacidade de realização de que a UE tem dado provas. O nosso trabalho ainda não terminou. A Europa precisa de mais integração. O mercado único não está completado e como vemos, nesta crise económica que enfrentamos, precisamos de solidariedade e capacidade para trabalharmos em conjunto, para conseguir compromissos e para concretizar soluções.”

A «ideia de Solidariedade» e uma ligação aos valores espirituais e apoio de João Paulo II são os pontos máximos de referência deste presidente do Parlamento Europeu, que mantém as funções de deputado, presidindo à importante Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia, bem como à Conferência dos Presidentes das Comissões.

(última alteração: Outubro de 2017)
Se quiser melhorar este dicionário:
Download App Euro Ogle Download App Euro Ogle